Apresentação de Anderson Aquino

Quando foi contratado pelo Sport, em 2006, o jovem atacante Anderson Aquino era uma das grandes promessas do futebol brasileiro. Vindo do Atlético-PR, estava avaliado em cerca de R$ 20 milhões de reais. Na ocasião, o empréstimo era para que ganhasse um pouco mais de experiência antes de estourar no Furacão. O “estouro”, no entanto, nunca aconteceu. Agora, aos 28 anos, ele pode ser considerado um jogador experiente e está de volta ao Recife. Dessa vez, para tentar brilhar com a camisa do Santa Cruz.
- Escolhi o Santa Cruz porque já conheço a força da torcida e o tamanho delas. Até tinha outras opções, mas optei por essa história e pelo técnico Ricardinho e pela comissão técnica. Confio no projeto deles, que é de ser Campeão Pernambucano novamente.
Sem conseguir o brilho esperado quando surgiu para o futebol, Anderson Aquino acredita que as lesões o atrapalharam. Dificuldade que o fez realizar apenas quatro jogos nos dois últimos anos. No entanto as dificuldades não tiraram a esperada do atacante em brilhar no cenário nacional.
- Quando as coisas não acontecem você acaba se frustrando, mas sempre procurei dar a volta por cima. Tenho certeza que já estava dando quando fiz dois grandes anos no Coritiba e cheguei a acertar com o Botafogo-RJ, mas por conta de uma lesão não deu certo. Estou com 28 anos ainda e é uma idade muito boa. Não sou nenhum garoto, mas dá para recuperar o status que eu tinha.
Pelo Tricolor, Anderson Aquino tentará, pela primeira vez, se destacar longe das equipes paranaenses. Isso porque, embora acumule passagens por Sport, Goiás e Ituano (todas curtas), o atacante só conseguiu se firmar nos três principais clubes de Curitiba: Atlético-PR, Coritiba e Paraná, onde ele viveu a maior parte de sua carreira.  

TV CORAL

CAMPEONATO BRASILEIRO - CEARÁ 1 x 3 SANTA CRUZ



------------------------------------------------------------------------------------

ENQUANTO ISSO, NO FACEBOOK