Santa Cruz e Central se encontram novamente,Agora nas semisfinais

Um dia após confirmar a sua classificação por antecipação às semifinais do Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz já conheceu o seu adversário no mata-mata. Será o Central, única equipe a quem derrotou duas vezes na competição. A Patativa garantiu a sua vaga entre os quatro melhores, na tarde deste domingo (22/3), ao vencer o Salgueiro, por 2×1, em Caruaru.

Santa e Central já sabem que ficarão nas 2ª e 3ª posições, restando saber apenas qual será a ordem na tabela de classificação – nem o tricolor (3º lugar, com 13 pontos) nem o alvinegro (2º, com 14) podem ultrapassar o líder Sport (com 24), na última rodada, no Domingo de Páscoa (5/4), e nem serem superados pelo 4º colocado: Náutico (4º, com 10) ou Salgueiro (5º, com 8). O vice-líder terá a vantagem de decidir o mata-mata em casa.

Na última rodada do Hexagonal do Título, o Santa pegará o Sport, na Ilha do Retiro; enquanto o Central visitará o lanterna e já desclassificado Serra Talhada.

Até lá, o Santa terá duas semanas sem jogos programados – o time não disputa as Copas do Nordeste e do Brasil. O que o elenco tricolor fará no período de pausa ainda é uma incógnita. Ainda hoje, a comissão técnica vai se reunir com a diretoria do clube para definir a programação coral. No entanto, até o momento, o clima é de dúvidas. Se, por um lado, o vice-presidente Constantino Júnior afirma que a equipe deve realizar um amistoso contra o Botafogo-PB, o técnico Ricardinho, por sua vez, defende a não realização da partida.

O time paraibano não tem datas disponíveis para o amistoso, já que atuará pelo Estadual nos dias 25 e 29 de março, e pela Copa do Brasil, no dia 1º de abril.

Para o comandante coral, em vez de procurar adversários disponíveis, seria mais interessante acentuar os treinamentos. “Não devemos fazer amistosos, até porque não há adversários para jogar. Os times que poderiam estar à nossa disposição estão em outras competições. Eu acredito que, em vez de enfrentar equipes que não estejam num bom patamar, é melhor intensificar os nossos treinamentos e é isso o que faremos nestes dias”, afirmou o treinador.

Contudo, apesar de afirmar que não é a favor dos amistosos, Ricardinho concorda que a falta de partidas não será benéfica para o Santa, que vem numa crescente no Pernambucano com duas vitórias consecutivas – 1×0 no Central, dia 15, e 3×0 no Serra Talhada, no sábado passado. “Ficar sem jogar é o preço que pagamos por não estarmos participando da Copa do Nordeste e Copa do Brasil. No primeiro momento, isso foi positivo, porque precisávamos preparar o grupo. Agora, no entanto, nós estamos precisando jogar mais. Se você analisar, o Santa Cruz jogou pouco nesta temporada. É preciso jogar mais, justamente para dar ritmo ao time. Isso só é conquistado jogando”, complementou.

TV CORAL

CAMPEONATO BRASILEIRO - CEARÁ 1 x 3 SANTA CRUZ



------------------------------------------------------------------------------------

ENQUANTO ISSO, NO FACEBOOK