Santa Cruz é derrotado no sertão pelo Salgueiro,e sai do G4

Salgueiro e Santa Cruz fizeram, neste domingo, um jogo parelho, em muitos momentos moroso - salvo em parte da etapa final - e com muitos erros de parte a parte. Decidido nos detalhes, os donos da casa aproveitaram a única oportunidade clara que tiveram, com Anderson Lessa, e venceram o confronto por 1 a 0, no Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, pelo Campeonato Pernambucano. Além da queda, os tricolores, agora, tem de amagadar a saída do G-4 do hexagonal do título do Estadual,  com sete pontos.  O Carcará, por outro lado, deu um salto na classificação, saindo do rebaixamento e encontrando espaço na zona de classificáveis para as finais do Estadual.
Anderson Lessa entrou no decorrer do confronto para dar a vitória ao Salgueiro. Num lance pela esquerda, todo armado pelo meia Cássio Ortega, o ex-atacante do Náutico só teve o trabalho colocar para dentro, de carrinho. E explodir de alegria.
Os tricolores voltam a campo no próximo domingo. Como não participam da Copa do Nordeste, terão uma semana de trabalhos para enfrentar o Central, no Arruda, às 16h, pelo Campeonato Pernambucano. O Salgueiro vive o outro lado da moeda. Os sertanejos, na próxima quarta-feira, defendem a liderança do Grupo C do Nordestão, contra o Piauí, no Albertão, às 20h30, em Teresina.
A lentidão foi característica determinante dos primeiros 45 minutos. E tem uma explicação. Nos momentos iniciais,  o estudo era nítido dos dois lados. O Salgueiro tentava decifrar as armas que o Santa Cruz tinha a apresentar. E se mostrava precavido. Já os tricolores, do outro lado, gastavam tempo para conhecer os atalhos do campo, menor e mais duro que o do Arruda. Complicação maior para uma partida aberta era também a boa formatação do setor defensivo de ambos. Por isso, os erros de passes eram frequentes, principalmente nas imediações da área inimiga. Um lance ou outro de perigo, via-se quando as equipes aceleravam as trocas de passes. Mas com Raniel, pelo Santa Cruz, e Cássio Ortega, pelo Salgueiro, poucos inspirados - eram alternativas naturais para quebrar as barreiras do confronto -, a etapa não saiu do 0 a 0.
Pode-se dizer que as equipes voltaram animadas para o segundo tempo. O Salgueiro muito mais, no entanto. Na realidade, os sertanejos apostaram na volúpia. Na vontade acima de qualquer coisa. O Santa Cruz, mais objetivo, e com aposta no jogo tático, sofria com as ações dos adversários. Na tentativa de igualar as ações, tanto em volume como em velocidade, o técnico Ricardinho lançou Emerson Santos e Anderson Aquino, formando um quarteto ofensivo, com Waldison e Raniel. Era promessa de um confronto aberto, com duas equipes buscando a vitória. Melhores, os donos da casa abriram o placar aos  29, com Anderson Lessa, após cruzamento da esquerda. A seguir, o confronto ficou nervoso. Os corais se jogaram no ataque, enquanto os salgueirenses se safavam como podiam. No fim, deu tudo certo para o Carcará, que saiu da lanterna da competição.

Campeonato: Campeonato Pernambucano / 2º Turno / 2ª Fase
Data: 08/03/2015
Hora: 16:00
Local: Salgueiro
Estádio: Cornélio de Barros
Árbitro: Sebastião Rufino Filho (PE)
Auxiliares: Albino Albert Júnior (PE) e Elan Vieira (PE)
Público: 6.272
Renda: R$ 47.890
SALGUEIRO
Escalação: Luciano; Marcos Tamandaré (Luiz Eduardo), Ranieri, Rogério Paraíba e Lúcio; Rodolfo, Vitor Caicó (Pio), Moreilândia e Cássio; Julio Estevão (Anderson Lessa) e Jefferson Berger.
Técnico: Sérgio China
Gol: Anderson Lessa
Cartões Amarelos: Cássio, Marcos Tamandaré, Rodolfo Potiguar e Luciano 
SANTA CRUZ
Escalação: Fred; Bileu, Alemão, Danny Morais, Léo Veloso; Edson Sitta, Bruninho (Emerson Santos), João Paulo e Raniel (Guilherme Biteco); Waldison e Betinho (Anderson Aquino).
Técnico: Ricardinho
Cartões Amarelos: Edson Sitta e Alemão

TV CORAL

CAMPEONATO BRASILEIRO - CEARÁ 1 x 3 SANTA CRUZ



------------------------------------------------------------------------------------

ENQUANTO ISSO, NO FACEBOOK