Ricardinho não é mais técnico do Santa Cruz

Os cinco jogos sem vitória na Série B foram o estopim para a demissão do técnico Ricardinho, que chegou ao clube no dia 15 de dezembro do ano passado. Menos de 24 horas depois do empate em 0 x 0 com o Boa Esporte/MG, dentro de casa, o treinador teve a sua era de quase seis meses encerrada no Santa Cruz. 

Apesar de conquistar o título do Campeonato Pernambucano 2015, Ricardo Luís Pozzi Rodrigues deixou o clube de uma forma conturbada. Seu jeito dócil ficava apenas na frente das câmeras, pois fora delas alguns problemas extracampo com a diretoria. A tranquilidade não era a mesma com os dirigentes, que encontraram uma alternativa básica do meio futebolístico e dispensaram o profissional de 39 anos. 

Além do desgaste com a própria cúpula, o ex-técnico saiu atritado com boa parte da imprensa pernambucana, já que há três dias concedeu a sua entrevista mais ríspida desde que assumiu o comando. Apesar de ter pedido desculpas aos repórteres, as atitudes severas desgastaram o relacionamento.

Durante sua trajetória, momentos de altos e baixos. Ao começar o estadual com péssimos resultados, ele sofreu a primeira pressão no comando e vários torcedores pediram a sua saída. A partir daí, deu a volta por cima e conseguiu embalar na hora certa, tanto é que da oitava rodada do PE até a grande final não perdeu nenhum jogo, sagrando-se campeão do Estado. Foi o 28º título estadual do Santa Cruz, o quarto pernambucano nos últimos cinco anos. 

Mas no Brasileiro da Série B não manteve o embalo da equipe e perdeu nitidamente o controle. Com apenas uma vitória, em sete partidas da Série B, deixou o tricolor na zona de rebaixamento (17ª posição com apenas cinco pontos), terminando sua passagem com 21 jogos oficiais na temporada 2015: oito vitórias (sete pelo estadual e apenas uma no nacional), cinco empates (três no PE e dois na Série B) e oito derrotas (quatro em cada competição). 

Agora a cúpula corre contra o tempo para anunciar um novo treinador para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B. Como o discurso é de cautela para não se equivocar nas escolhas, nenhum nome foi cogitado até o momento. 

NÚMEROS DA ERA RICARDINHO: 

CAMPEONATO PERNAMBUCANO
14 jogos – 7 vitórias, 3 empates e 4 derrotas 

CAMPEONATO BRASILEIRO
7 jogos – 1 vitória, 2 empates e 4 derrotas

TOTAL

21  jogos – 8 vitórias, 5 empates e 8 derrotas




























FONTE : CoralNet

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

TV CORAL

CAMPEONATO BRASILEIRO - CEARÁ 1 x 3 SANTA CRUZ



------------------------------------------------------------------------------------

ENQUANTO ISSO, NO FACEBOOK