Tininho mantém Ricardinho no cargo, mas criticou a forma que Santa Cruz jogou contra o Luverdense

O empate em 2 a 2 com o Luverdense deu sobrevida ao técnico Ricardinho no comando do Santa Cruz. A diretoria do clube, que foi até o interior do Mato Grosso acompanhar o jogo, garantiu que não passou de especulação uma possível saída do comandante coral em caso de uma nova derrota. Ainda assim, o vice-presidente Constantino Júnior teceu críticas pontuais ao desempenho da equipe.

“Não passa de especulação. A gente não trabalha com boato. É claro que o desempenho do time não é o ideal. Estamos com um percentual de aproveitamento muito abaixo diante da grandeza do Santa Cruz e da estrutura que foi oferecida. Mas precisamos passar essa firmeza para os comandados e comandantes. Ele continua como treinador do Santa Cruz. Qualquer decisão, tem que ser muito pensada e discutida”, afirmou o diretor.

Constantino Júnior ainda voltou a afirmar que o Santa Cruz não tem como característica, nas últimas gestões, a troca constante no comando técnico. “A gente analisa todo um trabalho. Não um resultado. É importante ter frieza e a cabeça no lugar. As análises têm que ser muito frias. Sempre foi assim. Desde as duas gestões de Antônio Luiz Neto e agora continua com Alírio Moraes”, disse.

Críticas

Mesmo dando sequência ao trabalho de Ricardinho no clube coral, Constantino Júnior lamentou a desatenção da equipe coral. “O que deixa chateado é a desatenção. Tenho certeza que, se a gente jogasse como foi com dez homens, teríamos saído com um resultado totalmente diferente. Acaba tendo uma desatenção que está sendo rotineira. Os adversários estudam a gente e sabem dessa falha na jogada aérea”, declarou.

FONTE : SuperEsportes

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

TV CORAL

CAMPEONATO BRASILEIRO - CEARÁ 1 x 3 SANTA CRUZ



------------------------------------------------------------------------------------

ENQUANTO ISSO, NO FACEBOOK