Léo Moura é apresentado oficialmente no Arruda

O Santa Cruz apresentou oficialmente nesta segunda-feira (14) um novo reforço para a temporada 2016: Léo Moura. O experiente jogador vestiu a camisa coral, posou para as fotos e, antes de conceder a entrevista coletiva, ainda recebeu uma carteira de sócio do clube. Logo nas suas primeiras palavras, ele pediu para jogar como meia de campo, mas, diante da necessidade, também se colocou à disposição para exercer a função de ofício: lateral-direito.

"Já vinha jogando no meio há quatro meses. Quero jogar no meio, pois estou adaptado. Se precisar, também posso atuar da lateral, mas cheguei para atuar na meia", adiantou. Indagado se já estaria apto do ponto de vista físico, Léo Moura disse: "Já queria jogar na quarta-feira (contra o Rio Branco/ES, pela Copa do Brasil), mas não vai ser possível pela regularização. Estou preparado, pois vinha jogando no Metropolitano/SC", sorriu.

Tratado com status de grande reforço pela diretoria do Santa, o jogador teve o seu nome aprovado por maioria absoluta da torcida. Porém, alguns torcedores se queixaram da idade avançada do lateral direito, que tem 37 anos. Ele prometeu vencer essa desconfiança mostrando um futebol vistoso e até citou como exemplo Zé Roberto. "Ainda tenho muito fôlego para jogar em alto nível. Meu espelho é Zé Roberto, do Palmeiras. Quando o atleta se cuida, se prepara, pode seguir por muitos anos. Os que me apoiaram sabem o que posso render e conhecem minha qualidade", destacou.

CAMISA

"Posso ser o camisa 87, o 10 ou até o 2. Não vejo problema em nada. Sou funcionário do clube. Isso é o que menos importa. Estou aqui para defender o Santa Cruz", afirmou.

ELENCO

"Já joguei com Arthur, no Flamengo. Wallyson já joguei contra. Grafite também, joguei contra. É forte o elenco. Quando o jogador está em um clube como o Santa Cruz, tem de estar preparado para a pressão. E eu sou experiente. Liderança é natural. Não sou um cara de falar alto, tento ajudar, orientar. Quero ser mais um para tornar o grupo mais forte".

TORCIDA

"A torcida abraçava o time na Série C, Série D. Imagina agora. Tem que abraçar mais. Já pude ver que essa torcida é realmente apaixonada. A recepção tem sido muito legal e espero poder honrar. Estava sentindo falta disto. Venho para um clube que tem esse calor. Não poderia vir para outro lugar. O que mais quero é ver esse Arruda lotado. Sei o quanto difícil jogar contra times do Nordeste. Quero isso ao meu favor", exaltou.




TV CORAL

CAMPEONATO BRASILEIRO - CEARÁ 1 x 3 SANTA CRUZ



------------------------------------------------------------------------------------

ENQUANTO ISSO, NO FACEBOOK