Santa Cruz vence o Central, e respira no estadual

Não foi um primor de futebol. O Santa Cruz não precisava do espetáculo, mas sim dos três pontos. Sabendo das dificuldades, o Tricolor entrou com vibração e garra para vencer o Central, por 2 a 1, no estádio Lacerdão, em Caruaru, Biteco e João Paulo fizeram os gols do Santa Cruz, com destaque para Betinho nos dois lances. O atacante fez o papel de pivô, para que os seus companheiros brilhassem. Foi a primeira vitória do Santa Cruz na temporada. Por isso, não importa se o time jogou feio. A vontade apresentada dentro de campo e conquista dos três pontos são importantes para a equipe ganhar forças e buscar a reação no Pernambucano.

O Santa Cruz encontrou problemas antes mesmo de a bola começar a rolar para o duelo contra o Central. O técnico Ricardinho esperava contar com o atacante Anderson Aquino. Tanto que viajou para Caruaru, mas ao sentir dores no tornozelo, foi vetado.

Aquino seria uma dose de experiência ao ataque coral, que já havia perdido Bruno Mineiro, também vetado pelo DM. O ataque formado por Betinho e Emerson Santos teve trabalho, não teve muitas chances para balançar as redes, mas muito se deveu a pouca criatividade no setor de meio de campo.  Betinho, no entanto, apareceu pouco. Mas quando conseguiu espaço, foi importante.

Na verdade, o Santa Cruz, assim com o Central, sobraram em vontade em campo, mas a troca de passe foi um festival de erros. Poucos foram os momentos em que conseguiam trocar quatro passes. Quando isso aconteceu, encontraram as redes. Primeiro foi o Santa Cruz, através de Biteco, após uma bela triangulação, que passou pelos pés de Betinho.

O Central vinha apresentando uma pegada forte no meio, dificultando as ações do Tricolor. O gol coral poderia desmantelar a Patativa, mas não foi isso o que aconteceu. O time alvinegro conseguiu o gol de empate dois minutos depois, através de Candinho, aproveitando erro do posicionamento da defesa do Santa Cruz.

Depois disso, o que se viu em campo foram duas equipes lutadoras, buscando o jogo, disputando a bola a cada palmo do campo. No entanto, muitos erros na troca de passe. O jogo ficou feio, mas o Santa Cruz esteve mais perto de  fazer o segundo gol, chegando a criar situações de gol e dando trabalho ao goleiro do Central.

No segundo tempo, o Santa Cruz manteve a mesma pegada. O time do técnico Ricardinho buscou o jogo. Encontrando dificuldades na troca de passe, muito por conta do péssimo estado do gramado, o Tricolor buscou jogar pelas laterais, contando com o apoio de Biteco, que se movimentou bem pelo lado direito, embora precise ser menos fominha. Num lance em que poderia ter passado para Betinho, arriscou o chute para boa defesa de Beto.

João Paulo também mereceu destaque. Se não apresentou um bom volume de jogo, pelo menos não se escondeu, cadenciou o jogo e fez o belo gol que garantiu a vitória do Santa Cruz. Destaque mais uma vez para o belo passe de Betinho.

O Central, por sua vez, poderia ter imposto seu ritmo de jogo, mas foi um time passivo, que não conseguiu fugir da marcação do Santa Cruz. Parece um time que precisa melhorar seu condicionamento físico. No segundo tempo, a Patativa praticamente não existiu.

Ao final dos 90 minutos, o Santa Cruz conseguiu enfim sua primeira vitória na temporada. E a torcida espera que seja o oxigênio necessário para o time acordar e pensar na conquista do título estadual.

Veja os Gols

TV CORAL

CAMPEONATO BRASILEIRO - CEARÁ 1 x 3 SANTA CRUZ



------------------------------------------------------------------------------------

ENQUANTO ISSO, NO FACEBOOK