Keno se ver no time titular do Santa Cruz

A primeira impressão deixada por Keno no seu retorno ao Santa Cruz não foi das melhores. Expulso com menos de dois minutos em campo na vitória de 4 a 2 sobre o América-PE, pelo Campeonato Pernambucano, o jogador ainda entrou na derrota para o Bahia (1 a 0, pela Copa do Nordeste), mas só conseguiu obter destaque agora, no empate de 1 a 1 contra a Juazeirense-BA, na última quarta-feira, pelo Nordestão. Usando a velocidade, ele obrigou o goleiro Tigre a fazer duas boas defesas, além de sofrer o pênalti que Grafite converteu. Se firmou como mais uma opção para Marcelo Martelotte e, em um ataque que parece fechado com Lelê, Grafite e Wallyson, deu seu recado: se vê como titular do time.

- Eu, como atacante, me vejo titular, sim. Mas eu tenho que respeitar Martelotte. Ele é o comandante. Eu trabalho para ser titular, mas espero a minha oportunidade para entrar no time.

O jogador deixou uma boa imagem para a diretoria depois de sua passagem pelo Santa Cruz em 2014 e foi recontratado neste ano, deixando a Ponte Preta. Na pré-temporada do time na cidade de Chã Grande, agreste pernambucano, ele já tinha ido bem. Agora, espera sequência.

- Não precisa ter medo. É ter confiança para jogar. Na minha profissão, não dá para ter medo. Minha função é levar o time para frente.

O resultado do jogo contra a Juazeirense-BA não foi dos melhores, claro. E Keno disse que o que pode ser aprendido nesta partida já pode ser levado em consideração para o confronto do próximo domingo, contra o Central, lanterna do Hexagonal do Título, com nenhum ponto conquistado.

- Temos que ter atenção para não sermos surpreendidos. Pode acontecer a mesma coisa que foi contra a Juazeirense.

TV CORAL

CAMPEONATO BRASILEIRO - CEARÁ 1 x 3 SANTA CRUZ



------------------------------------------------------------------------------------

ENQUANTO ISSO, NO FACEBOOK